O menino Nemo na Terra dos Sonhos #02 : A Floresta de Cogumelos

Na tira desta semana Nemo tenta chegar ao Reino dos Sonhos pegando um atalho pela floresta de cogumelos.

clique na imagem para visualizar no issuu

Nesta tentativa de alcançar a Terra dos Sonhos Nemo se depara com frágeis cogumelos e apesar dos avisos para tomar cuidado acaba se afobando e derrubando a floresta em sua cabeça. O que é mais interessante nesta tira é a forma como Mccay dispõe os quadros.

A partir do quinto quadro há uma gradação no aumento do tamanho dos quadros que se estende até o oitavo quadro da página onde é exibido o cogumelo em toda a sua grandiosidade, e é também o quadro em que o desastrado Nemo fatalmente esbarra no cogumelo.

Do quadro seguinte em diante a gradação é em sentido contrário: os quadros diminuem a medida que os cogumelos desabam sobre Nemo até que no penúltimo quadro Nemo é soterrado pelos cogumelos. A agonia do garoto ao fugir dos cogumelos é intensificada pela diminuição dos quadros dando um efeito quase claustrofóbico a cena e até mesmo dividindo um pouco da agonia do garoto com o leitor.

O menino Nemo na Terra dos Sonhos #01

Esta é a primeiríssima página de Little Nemo in Slumberland publicada em 15 de outubro de 1905.

Como a tira era publicada em uma pagina de jornal muito grande, é difícil ler a página, então para uma melhor visualização cliquem na imagem para ir ao issuu, um site específico para leitura deste tipo de material.

clique para visualizar no issuu

Logo nesta primeira página Winsor Mccay dá início ao que viria a ser a fórmula prototípica da maioria das tiras posteriores desta obra. O menino Nemo é, nesta primeira fase , desperto de seu sono por algum emissário do rei Morpheus que quer mostrar para ele o caminho certeiro para chegar ao Reino dos Sonhos.

O tal caminho acaba sempre por oferecer alguma dificuldade que está além da capacidade do pequeno Nemo, e este acaba sempre em alguma situação difícil e improvável, abrindo o berreiro em terras desconhecidas e querendo voltar para casa.