O Menino Nemo na Terra dos Sonhos #197: Monte Vesúvio

Imagem

Tira em que o mar que virou sertão se transforma em um vulcão.

nemo-07-18-1909 pt-br

Clique na imagem para visualizar no issuu.

Little Nemo in Slumberland, criado por Winsor McCay; Tira publicada originalmente no dia 18 de julho de 1909 no New York Herald. Tira em JPG.

 

 

O Menino Nemo na Terra dos Sonhos #196: O Mar vira Sertão

Imagem

Tira em que a profecia de Antonio Conselheiro se cumpre pouco mais de dez anos após sua morte… ainda que em uma tira de jornal de outro país.

nemo-07-11-1909 pt-br

Little Nemo in Slumberland, criado por Winsor McCay; Tira publicada originalmente no dia 07 de julho de 1909 no New York Herald. Clique na imagem para visualizar.

Tira em JPG.

Dreams of a Rarebit Fiend #02

Imagem

Ou

 Pesadelos Indigestos (de fanáticos por torradas com queijo)

 

Tal qual em dias mais recentes, nos dias em que a tira foi publicada, discussões que tipicamente envolviam palavras desconexas pronunciadas a plenos pulmões evoluiam para discussões envolvendo com argumento mais forte a força de uma bengalada na fuça.

Nesta tira debatem os eleitores do democrata A.B. Parker e do vitorioso republicano Teddy Roosevelt.

002.jpg

Tira 02 da série Dreams of a Rarebit Fiend, clique na imagem para leitura

O Menino Nemo na Terra dos Sonhos #195: Campanário

Imagem

Em que Nemo, Flip e outro menino descobrem os perigos de ser brincar com fogos de artifício.

nemo-07-04-1909 pt-br.jpg

Little Nemo in Slumberland, criado por Winsor McCay; Tira publicada originalmente no dia 07 de julho de 1909 no New York Herald. Clique na imagem para visualizar.

Tira em JPG.

O Menino Nemo na Terra dos Sonhos #194: Águas Passadas

Imagem

Tira em que após o resultado da luta, Nemo e Flip decidem que sua briga são águas passadas.

 

 

 

Imagem em JPG.

Dreams of a Rarebit Fiend #01 – Pesadelos Indigestos (de fanáticos por torradas com queijo)

Imagem

001

Tales of a Rarebit Fiend é outra tira de Winsor McCay que explora o tema dos sonhos. Apesar da estrutura ser bastante similar à do Little Nemo, com um sonho absurdo e o personagem acordando exatamente no clímax, Rarebit Fiend, lida com sonhos ruins em versões bizarras de situações que se encontraria no mundo real, como por exemplo a primeira tira em que o personagem está preso no meio do nada sem um cigarro e um forte desejo de fumar. Quando há papel de enrolar tabaco, não há tabaco, quando há tabaco não há fogo, quando há fogo…

001 copy

Nestas tiras, Winsor McCay assinava “SILAS” para evitar problemas contratuais. Clique na imagem para ler.

Imagem em JPG.

Rarebit é uma grafia equivocada e (aparentemente comum da época) de Rabbit. Welsh Rabbit é um prato de tostadas com queijo que eu nunca tinha ouvido falar até esta tira. Aparentemente a estrutura segue personagens fanáticas por este prato que tem uma má digestão causando os pesadelos.

A tradução do título foi uma adaptação da tradução do espanhol “Pesadillas de Cenas Indigestas” que apesar de pouco literal apela mais para o espírito da tira. Se se lembram das primeiras tiras do Little Nemo, ele sempre se acordava reclamando de algo que não devia ter comido. Ideia que se originou nesta tira que antecede o Little Nemo tendo sido publicada de 1904 a 1911.

Informações sobre a tira do catálogo:

New York Evening Telegram: 1904, Sept. 10

Em uma entrevista de 1907 a um jornal, McCay escreve sobre este episódio e a origem da série:

“Esta tira é uma evolução de um desenho que eu fiz para o New York Telegram há dois anos. Sabe como um viciado em cigarros é quando acorda de manhã e não consegue achar um cigarro, não é? (McCay era viciado em cigarros). Bem, eu desenhei um sujeito no Polo Norte, sem nenhum cigarro e próximo da morte. Depois eu coloquei outros personagens que tinham papel, tabaco e um fósforo, mas o único fósforo se apaga antes de acenderem o cigarro. Daí eu ainda tinha um quadrinho pra terminar a história e resolvi fazer de tudo um sonho. Meu empregador sugeriu que fizesse disto uma série sobre sonhos indigestos (rarebit dreams) e já sabem no que deu”

———

Em um artigo sobre a criação da série em 1905 escreve:

“Eu tenho cartas suficientes para fazer um tapete que poderia cobrir o estado do Texas, todas me dizendo que a grafia correta é ‘rabbit’. As pessoas podiam levar mais em conta a minha juventude. Má grafia é a prerrogativa de um artista”.

O Menino Nemo na Terra dos Sonhos #191: O Palácio que Brota do Chão

Imagem

ou: O dia em que Nemo finalmente perdeu a paciência e decidiu fazer algo para dar um jeito no Flip.

nemo-06-06-1909 pt-br

Little Nemo in Slumberland, criado por Winsor McCay; Tira publicada originalmente no dia 06 de junho de 1909 no New York Herald. Clique na imagem para visualizar.

Link para JPG.

O Menino Nemo na Terra dos Sonhos #190: Memorial Day

Imagem

Os EUA e sua tradição militarista tem um feriado que alarga o número de homenageados a medida em que se aumenta o número de guerras.

A princípio a ideia era decorar os túmulos daqueles que morreram na guerra da secessão em que os estados confederados lutavam pelo direito de manter seus escravos.

Quatro anos de batalha e 600.000 mortos depois a tradição surgiu como iniciativa dos veteranos daquela batalha.

Já no início do século 20 se juntaram as celebrações tanto dos derrotados confederados quanto dos vitoriosos da união e criou-se o Memorial Day celebrado na última segunda-feira de maio até hoje, e dedicado a todos aqueles que morreram servindo nas forças armadas dos Estados Unidos, Da guerra Civil ao Iraque.

nemo-05-30-1909 pt-br

Little Nemo in Slumberland, criado por Winsor McCay; Tira publicada originalmente no dia 30 de Maio de 1909 no New York Herald. Clique na imagem para visualizar.

Clique aqui para baixar a pagina.

O Menino Nemo na Terra dos Sonhos #189: BOBOS

Imagem

Em que os gigantes escravos brutos montam o mundo dos sonhos como quem monta um cenário feito com peças de lego.

nemo-05-23-1909 pt-br

Little Nemo in Slumberland, criado por Winsor McCay; Tira publicada originalmente no dia 23 de Maio de 1909 no New York Herald. Clique na imagem para visualizar.

Clique aqui para baixar a pagina.